segunda-feira, 1 de agosto de 2016

01/08/2016 16h54 - Atualizado em 01/08/2016 17h04

Inter acerta bases com Ceará e fica a "detalhes" junto ao Coxa por reforço

Colorado deve repatriar lateral campeão da Libertadores e do Mundial de 2006 para suprir carência do elenco no setor, após convocação de William para Jogos do Rio

Por Porto Alegre
O presidente Vitorio Piffero age rápido para reforçar o elenco do Inter. Um dia após acumular a função de vice de futebol, devido à saída de Carlos Pellegrini, o mandatário já alinhavou a contratação do lateral-direito Ceará, de 36 anos, junto ao Coritiba. O Colorado já tem acertadas as bases salariais para repatriar o jogador, campeão da Libertadores e do Mundial de 2006 pelo clube, e depende apenas de detalhes junto ao Coxa para selar a negociação.
De acordo com o que apurou o GloboEsporte.com, Ceará chegará a Porto Alegre com vínculo definitivo com o Inter. A diretoria, contudo, não confirma publicamente a tratativa. Até o momento, o presidente do Coxa, Rogério Bacellar, afirma que os gaúchos fizeram uma consulta pelo lateral. A tendência é de que o jogador não integre a delegação que viaja nesta segunda-feira para Salvador, onde a equipe enfrenta o Vitória, na quarta-feira, pela 18ª rodada do Brasileirão.

– Eles nos consultaram sobre uma possível transferência e agora estamos conversando com ele. O Alex (Brasil, diretor de futebol) vai falar hoje com o jogador para ver se ele tem vontade de ir para o Internacional. Ainda não está totalmente certo. Se ele não quiser ficar, não adianta segurar– disse o dirigente ao GloboEsporte.com.
Ceará Coritiba (Foto: Divulgação/Coritiba)Ceará deve deixar o Coritiba rumo ao Inter (Foto: Divulgação/Coritiba)

Ceará ruma a Porto Alegre para suprir a carência atual do Colorado no setor. O titular William foi convocado por Rogério Micale e defende a Seleção na disputa dos Jogos do Rio. O reserva imediato Paulo Cezar Magalhães não deu a resposta esperada pela diretoria até o momento. Tanto que Fabinho e Ernando têm sido improvisados no setor.
Um dos atletas mais experientes do elenco, Ceará voltou ao Coritiba após 13 anos e foi capitão da equipe em grande parte do primeiro semestre. O lateral disputou 21 jogos em 2016, todos como titular. Na atual temporada, o jogador conviveu com duas lesões e foi substituído por Dodô, das categorias de base do clube. No Brasileirão, atuou em seis partidas e esteve, inclusive, em campo na derrota para o Flamengo, neste domingo. Não atingiu, portanto, o limite de jogos que inviabilizaria a transferência. Seu contrato com o Coxa vai até o fim do ano, com cláusula de renovação automática caso tenha participado de 60% dos jogos da equipe.

Ceará começou a carreira no Gama, do Distrito Federal, depois defendeu as cores da Portuguesa Santista, Santa Cruz, São Caetano, Botafogo, passou pelo Coritiba em 2002 e 2003, e foi no Internacional onde o jogador despontou. Na final do Mundial Interclubes, no Japão, foi o responsável por anular Ronaldinho Gaúcho na vitória por 1 a 0 do Colorado sobre o Barcelona, desempenho que chamou a atenção do PSG, da França, que o contratou. No time francês, ficou de 2007 até 2012 antes de voltar ao Brasil.

Nenhum comentário: