sábado, 23 de maio de 2015

Cada um é 111

Inter chega a marca histórica de sócios e projeta aplicativo para relacionamento com torcedor

"Desafogará de forma significativa a via site e ampliaremos o contato para mobile", antecipa Limeira

Por: Alexandre Ernst
22/05/2015 - 20h29min
Inter chega a marca histórica de sócios e projeta aplicativo para relacionamento com torcedor Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Os últimos ingressos de área VIP para a partida entre Inter e Santa Fe eram comercializados na manhã de sexta-feira, e a gerente da Central de Atendimento ao Sócio (CAS) do Inter, Angélica Danoski, comemorava com o vice-presidente de administração, Alexandre Limeira, o fato de que mais uma partida no Beira-Rio seria assistida, exclusivamente, por sócios do clube.
Faltavam 27 novas adesões para que o clube atingisse a marca de 111 mil associados, o sexto no mundo em número e o primeiro do continente. O otimismo era evidente na coordenadora do CAS:
— Se chegarmos à final da Libertadores, tenho certeza de que iremos a 120 mil sócios.
A recente conquista do pentacampeonato gaúcho e a boa campanha na Copa Libertadores faz com que o Inter projete a cifra histórica. Com uma média de 150 novos títulos diários, o quadro social do clube vive um momento diferenciado. Em pouco mais de cinco meses de temporada, são 9 mil associados a mais. Enquanto as receitas da área sobem ao patamar de R$ 7 milhões ao mês — quase 80% da folha de pagamento do futebol profissional —, a direção vê a taxa de inadimplência cair. Em janeiro, os sócios em dívida com o clube representavam 14,5% do total. Em maio, são 11,5%. Uma redução de três pontos percentuais.
— Estamos em contato diário com o associado, seja em eventos consulares, pelo telefone, por mensagem. A ideia é fazer ele entender que, em dia, tem acesso ao estádio e aos jogos importantes do clube, como este da Libertadores — explica o diretor de administração Fabrício Berto.

Geferson comemora retorno antecipado: "Chorei pra caramba, mas já estou à disposição"
Os 111 mil sócios são responsáveis por um momento inédito no clube. Na última quinta-feira, eles precisaram de apenas duas horas e meia de bilheterias abertas (no site do Inter e no gigantinho) para lotar os principais setores do Beira-Rio. 

Vasco x Inter: tudo o que você precisa saber para acompanhar a partida
Segundo o consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi, o Inter entendeu que a melhor maneira de aumentar a receita social está na venda de cadeira, não na simples ampliação do número de sócios. Somoggi cita Palmeiras e Corinthians. No Allianz Arena e na Arena Corinthians, há planos de R$ 9,90. No início, por ser novidade, os torcedores jogaram-se no plano. Mas, com o passar do tempo, a inadimplência tomou grandes proporções.
— Pagar apenas R$ 9,90 e ainda ter de ir à bilheteria comprar ingresso é ruim para o torcedor. Amplia o número de sócios só para dizer que tem. Mas, na realidade, para a conta do clube, quase não faz diferença — avalia Somoggi.

Diogo Olivier: Inter dependerá do seu grande craque para eliminar o Santa Fe
Alexandre Limeira, vice-presidente de administração do Inter, acredita que o desafio do Inter ao ultrapassar os 110 mil associados está na ampliação da infraestrutura para suprir a demanda de colorados ligados ao clube. 

Com Nilmar, Aguirre encaminha time que enfrenta o Vasco
Além das promoções em que aniversariantes entram no gramado em dias de jogos, descontos em lojas de departamento, farmácias, planos de saúde e outras ações exclusivas ao quadro de sócios, a área de tecnologia de informação do Inter teve de ser ampliada. Na quinta-feira, o site para compra de bilhetes apresentou minutos de instabilidade e a operadora de telefonia saiu do ar no portal de voz, impedindo momentaneamente torcedores de adquirir o ingresso para a decisão das quartas de final da Libertadores.
— No segundo semestre teremos um aplicativo do Inter para check-in, check-out, compra de ingressos. Terá geolocalização de parceiros, consulados do clube, push de promoções. Desafogará de forma significativa a via site e ampliaremos o contato para mobile — antecipa Limeira.

Diogo Olivier: os dois reforços fundamentais para o Inter reverter placar de Bogotá
Acompanhe o Inter no Brasileirão através do Colorado ZH. Baixe o aplicativo:

sexta-feira, 22 de maio de 2015

22/05/2015 12h39 - Atualizado em 22/05/2015 13h58

Aguirre indica time reserva com voltas Nilmar e Geferson para jogo no Rio

Treinador comandou trabalho em preparação para o jogo contra o Vasco, no sábado

Por Porto Alegre
O atraso de mais de três horas no desembarque em Porto Alegre, no começo da madrugada desta sexta-feira, e o desgaste da viagem desde Bogotá, não alteraram o planejamento do Inter. Menos de 12 horas após a chegada, com direito a recepção com festa da torcida, os colorados retomaram o trabalho na sexta pela manhã, no CT do Parque Gigante. E o treinamento apresentou novidades de peso na equipe reserva  que encara o Vasco em São Januário, neste sábado, às 18h30, pela 3ª rodada do Brasileirão: as presenças de Nilmar, Geferson e Nilton. 
Nilmar no treino do Inter (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)Nilmar no treino do Inter (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)
Em uma atividade de bola parada, com Alex e Anderson como cobradores pela direita, o treinador indicou a escalação titular com o a presença do atacante e do lateral-esquerdo. O time esboçado teve: Muriel; Lucas Marques, Paulão, Réver e Geferson; Nico Freitas, Nilton, Anderson, Alex e Alan Ruschel; Nilmar. 
Nilmar já havia voltado à equipe na última quarta-feira, ao ingressar na segunda etapa da derrota por 1 a 0 para o Santa Fé, na quarta-feira, e deve ir a campo para readquirir ritmo de jogo. Recuperado de uma artroscopia no joelho direito, Geferson não atua desde a vitória por 2 a 1 no Gre-Nal da final do Gauchão. Durante a semana, treinou normalmente com os jogadores que não integraram a delegação que viajou à Colômbia. 
Treino do Inter no CT (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)Geferson participou de treino do Inter (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)
Os titulares no tropeço contra os colombianos se reapresentaram nesta sexta-feira pela manhã. Apenas Lisandro López, Rodrigo Dourado, Alisson, Juan, William e Alan Costa foram a campo. Os demais permaneceram em trabalho regenerativo na academia. 
Diego Aguirre dividiu a atividade desta sexta-feira em três partes. Após uma atividade de toques curtos em campo reduzido, o comandante orientou um trabalho de bola parada, com cruzamentos de Anderson e Alex, da direita. Depois, os cobradores ensaiaram finalizações e cobranças da entrada da área. 
O treino teve um momento curioso. Após o alongamento, Alex disparou em frente dos demais colegas, que trotavam ao redor do campo, e chutou para o gol livre, com um grito curioso: 
- Toma essa, Eurico Miranda! 
Após o trabalho, os jogadores almoçam no CT do Parque Gigante e rumam ao Aeroporto Salgado Filho. O embarque rumo ao Rio de Janeiro está marcado para as 15h30 desta sexta-feira. No sábado, o Colorado enfrenta o Vasco, às 18h30, em São Januário, pela 3ª rodada do Brasileirão.
Publicidade