quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

30/12/2015 07h05 - Atualizado em 30/12/2015 10h14

Joia 2016: Ferrareis se inspira em CR7 e ganha "chance da vida" no Inter

Após ser utilizado por Abel, meia-atacante voltou ao time B. Fã de Cristiano Ronaldo, aposta no estilo dedicado para convencer técnico Argel que merece receber chances

Por Porto Alegre
William, Geferson, Artur e Rodrigo Dourado mostraram o caminho. É seguir os passos e não retornar às categorias de base. E nada melhor do que uma competição internacional como a Florida Cup, que será realizada em janeiro, nos Estados Unidos, para mostrar trabalho. Com este pensamento, Gustavo Ferrareis tenta agarrar a nova oportunidade para se firmar de vez no grupo principal do Inter e virar uma das principais alternativas de Argel em 2016.
O garoto de 19 anos não chega a ser novidade. No final do ano passado, foi incorporado por Abel Braga e participou das duas últimas rodadas do Brasileirão (vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras e 2 a 1 no Figueirense). Veio 2015, e a esperança de seguir no "time de cima" se transformou em frustração. O meia-atacante, mesmo com todo o apreço de Diego Aguirre pelas categorias de base, não cativou o uruguaio e permaneceu no Inter B e sub-20.
Gustavo Ferrareis, meia da base do Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)Gustavo Ferrareis, promessa da base do Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)


TRISTEZA E REAÇÃO 
O fato de ser preterido poderia fazer Ferrareis abaixar a cabeça. Afinal, mesmo que ainda jovem, passava por retrocesso em sua incipiente carreira. Mas o garoto preferiu abraçar outra frente. Assim como o ídolo Cristiano Ronaldo, entendeu que era preciso trabalhar forte para recuperar espaço e aprimorar os fundamentos, como revela em conversa com o GloboEsporte.com.
– Fiquei triste (quando voltei ao B), mas nunca deixei cair. Sempre mantive a expectativa. Não subi com o Aguirre, mas nem por isso fiquei brabo. O Inter revela muitos jogadores e uma hora apareceria a oportunidade. 
 É um bom jogador, de boa qualidade técnica, que sabe o momento de tomar a decisão. Foi decisivo ao fazer o gol da final do sub-20 desse ano. É comprometido e trabalhador"
Ricardo Cobalchini, técnico 
do sub-20 do Inter
A resposta destoa do restante do discurso. Até pela pouca idade, demonstra timidez no contato com a imprensa. Prefere frases mais curtas. Algo que não se traduziu quando precisou trabalhar. O meia-atacante, até por ver que parceiros como Alisson Farias, Bruno Baio, Andrigo e, anteriormente, Valdívia, já estavam incorporados ao grupo principal, compreendeu que só voltaria a ter uma oportunidade caso se empenhasse com ainda mais afinco.
Foi exatamente como agiu. Em um ano no qual a base colorada não tem muito a celebrar – apesar de ganhar o Gauchão sub-20, o Inter acabou eliminado na primeira fase da Copa RS Sub-20 –, Ferrareis avalia que conseguiu mostrar seu talento e despertar a atenção de Argel e seus pares:
– Coletivamente, foi ruim. Na base, você precisa ganhar títulos para ser sempre olhado. Mas eu fiz bons jogos e muitos gols – destaca. 
Dentre eles está justamente o da conquista do Estadual. No Alfredo Jaconi, marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Juventude aos 40 minutos do primeiro tempo. O feito não foi esquecido pelo antigo técnico, Ricardo Cobalchini:
Gustavo Ferrareis, meia da base do Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)Gustavo Ferrareis quer impressionar Argel (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)
– É um bom jogador, de boa qualidade técnica, que sabe o momento de tomar a decisão. Sempre me ajudou muito. Foi decisivo ao fazer o gol da final do sub-20 desse ano. É comprometido e trabalhador – elogia. 
O rendimento ganhou o reconhecimento de Argel. O técnico – com a parceria e o olhar apurado do executivo Jorge Macedo – resolveu integrá-lo. Promovido, realizará a pré-temporada com o Inter nos Estados Unidos e disputará a Florida Cup. Algo que o deixa orgulhoso, mas não a ponto de fazê-lo se deslumbrar: 

– Espero continuar agora no profissional. Quero fazer uma pré-temporada e impressionar os caras lá de cima. É a chance da minha vida. Não posso ficar nervoso. Preciso só mostrar futebol, que é o que sei fazer – garantiu o jovem, enquanto aguardava o voo de volta do Rio de Janeiro, onde foi no último dia 22 para fazer o visto americano. 
ESPELHO EM CR7
Para triunfar, aposta na força e velocidade. Gustavo gosta do contato com o adversário, para levar a melhor e arrancar. Ao estilo do já citado craque do Real Madrid e seleção portuguesa. A idolatria ao luso o faz manter a humildade para saber que sempre se pode evoluir:
Espero continuar agora no profissional. Quero fazer uma pré-temporada e impressionar os caras lá de cima. É a chance da minha vida"
Gustavo Ferrareis
– O Cristiano Ronaldo é top porque é um cara que trabalha sempre em alto nível. No Manchester (United), ele usava muita firula. Ao ir para o Real, criou outro estilo. Ele também usa a força e a velocidade para vencer a marcação. 
Bem-humorado, Ferrareis diz que bate na bola "quase igual" ao ídolo. E, assim como Ronaldo, também gosta da bola parada.
O lado consciente também aparece ao pedir conselhos. O meia-atacante trata de conversar com os garotos que já estão no grupo de Argel para saber como se portar. A resposta, invariavelmente, é a mesma: "chegar com tranquilidade e mostrar futebol". Além de CR7, vê D'Alessandro como referencial no Inter:
– Eu me espelho bastante no D'Alessandro. Ele tem liderança e é um grande ídolo – define.
Gustavo Ferrareis meia Inter (Foto: Reprodução)
Trazido de Lençóis Paulistas em 2007, quando tinha 11 anos, após passar em uma peneira do Inter na cidade, Gustavo Ferrareis espera consolidar seu nome no clube para só depois trilhar o sonhado caminho da Europa. Com contrato até o final de 2019, tem seus direitos divididos em 60% para o Inter, 20% com o empresário Augusto Nogueira e os 20% restantes com o próprio atleta. 
COMO ESTÁ A JOIA 2015
Alisson Farias começou o ano incorporado ao grupo principal. Participou da pré-temporada junto aos comandados de Diego Aguirre em Bento Gonçalves. Seguiu entre as alternativas de Argel. No total, disputou 17 partidas, mas acabou 2015 entregue ao departamento médico. Passou por uma artroscopia no joelho direito, machucado na vitória por 1 a 0 no Gre-Nal, em 22 de novembro.

Nenhum comentário: