quarta-feira, 16 de setembro de 2015

16/09/2015 13h05 - Atualizado em 16/09/2015 13h05

Inter busca quebrar dupla maldição contra o Corinthians no Beira-Rio

Colorado ainda não superou nenhuma das equipes do G-4 no Brasileirão. Diante da equipe paulista, os gaúchos não sabem o que é vencer em seu estádio desde 2010

Por Porto Alegre
Se bater o líder do campeonato, invicto há 17 partidas já não fosse tarefa árdua, o Inter terá pela frente ainda dois tabus recentes ao pisar o gramado do Beira-Rio às 22h desta quarta-feira para encarar o Corinthians, pela 26ª rodada do Brasileirão. Além de tentar derrubar a invencibilidade da equipe de Tite, o Colorado precisará chegar à primeira vitória sobre um dos integrantes do G-4 no Nacional.
De quebra, vislumbra a missão de superar o Timão pela primeira vez dentro de casa desde 2010. Dois desafios extras para a equipe de Argel, que luta para chegar a uma inédita terceira vitória consecutiva na competição.
LEIA MAIS
> Argel explica improviso com Ernando para esta quarta
> Argel arma Inter com três volantes contra Timão
O Inter não sabe o que é vencer o Corinthians no Beira-Rio desde 26 de setembro de 2010. Mas a última lembrança remete a uma verdadeira batalha: vitória por 3 a 2 (confira acima como foi). Tinga abriu o marcador, mas pouco conseguiu comemorar, já que sentiu dores musculares e precisou ser substituído. O time paulista já tinha acertado uma bola na trave, quando Jorge Henrique igualou o marcador. 

O final da partida reservaria momentos de pura emoção. Alecsandro, de cabeça, havia recolocado o Inter à frente, quando o Corinthians empatou aos 45. Ao evitar gol com a mão, Nei acabou expulso. Na penalidade, Bruno César deixaria tudo igual. Até que, nos descontos, Andrezinho cobrou falta e decretou a vitória. 
inter internacional tabela corinthians jogos (Foto: Reprodução)

Da partida, um vencedor remanesce no elenco, apesar de ser desfalque nesta quarta-feira: D'Alessandro. Autor de duas assistências no triunfo, o gringo é baixa por contratura muscular na região lombar.

Por outro lado, a última vitória do Inter como mandante aconteceu em 4 de setembro de 2013, mas no Estádio do Vale, quando o Beira-Rio estava fechado para reformas. A vitória por 1 a 0 saiu a partir de gol de D’Alessandro, em cobrança de falta com pouco ângulo. 

Tabu contra líderes no Brasileirão 

Mais do que findar um jejum histórico diante do Timão, o Inter de Argel luta contra um retrospecto próprio, mais recente e doloroso. Na luta para se aproximar do G-4, o Colorado ainda não venceu os quatro primeiros colocados do Brasileirão em 2015. Pelo contrário.
nilmar rafael moura he-man gol inter internacional corinthians (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)Inter perdeu para o Corinthians por 2 a 1 (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)
Em quatro jogos, sofreu quatro derrotas, com 12 gols sofridos e apenas três anotados. Diante do Corinthians, até chegou a abrir o placar, na Arena em Itaquera, com Nilmar, após bela jogada coletiva no final do primeiro tempo. Jadson, de falta, e Vagner Love viraram na segunda etapa. 
Além do clube paulista, o Inter não conseguiu superar Atlético-MG (derrota por 3 a 1, no Beira-Rio), Grêmio (queda por 5 a 0, na Arena) e Flamengo (revés por 2 a 1, no Beira-Rio). 
Argel tem três desfalques na equipe para buscar o primeiro triunfo diante do líder do Brasileirão: Artur, suspenso, e Eduardo Sasha e D'Alessandro, lesionados. O treinador mandará a campo a seguinte formação: Alisson; William, Paulão, Réver e Ernando; Rodrigo Dourado, Wellington, Nilton e Alex; Vitinho e Valdívia.

Nenhum comentário: