sábado, 7 de junho de 2014

 - Atualizado em 

Torcedores vão o Beira-Rio e iniciam vigília pela morte de Fernandão

Atacante faleceu na madrugada deste sábado, em acidente de helicóptero, no interior de Goiás

Por Porto Alegre
79 comentários
 Enquanto jogador, Fernandão era exemplo de dedicação no Inter. Expoente de liderança, foi o capitão nas conquistas da primeira Libertadores e do Mundial, em 2006. Uma trajetória que logo no início já indicava o que viria pela frente: em sua estreia pelo clube, o centroavante marcou o milésimo gol em Gre-Nais. Um afinco que é retribuído pela torcida colorada após a morte do ídolo, no início da madrugada deste sábado. Logo pela manhã, os colorados começaram a chegar ao Beira-Rio para homenagear o ídolo.
Fernandao homenagem beira-rio torcedores (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)Torcedores prestam as últimas homenagens a Fernandão (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)

Leandro dos Santos foi o primeiro a aparecer no estádio. O torcedor se disse chocado com a notícia da morte e afixou um pôster de Fernandão erguendo a taça de campeão da Libertadores, e flores a uma estrutura próxima ao Beira-Rio.
- Todo mundo acordou muito chateado, de luto. Eu esperava que teria mais gente aqui. Ele representava um ídolo, um mito - relata, emocionado, o colorado.
Fernandao homenagem beira-rio torcedor ajoelhado (Foto: Eduarda Streb/RBS TV)Torcedor se ajoelha na frente da imagem de Fernandão (Foto: Eduarda Streb/RBS TV)
O analista de suplementos Márcio Janson chegou logo em seguida e trouxe flores para homenagear o ídolo. O securitário Igor Rozo foi outro que foi ao estádio para se despedir do ídolo. 
- Minha esposa me acordou para dizer e eu briguei com ela. Não acreditei. Ele fez jus ao nome Internacional. Foi com ele que o Inter se tornou internacional. Todo colorado de 20, 30 anos teve ele como ídolo. Foi um cara diferenciado no grupo - destaca.
Nascido nos anos 1980, o servidor público Matheus Carlesso ressalta a importância de Fernandão para a história do Inter. 
- Eu chorei muito quando soube. Ele era um ídolo. A minha geração é  a de 1980. O Inter não teve ídolos nessa época e ressurgiu quando ele apareceu - afirma. 
Fernando Lúcio da Costa voltava de sua casa em Aruanã, cidade no interior para a capital, localizada a 315km de distância. Além de Fernandão, estavam no helicóptero e não sobreviveram mais quatro amigos: Edmilson de Souza Leme (vereador de Palmeiras de Goiás), Antônio de Pádua, Lindomar Mendes Vieira (funcionário da fazenda) e o piloto, identificado como Milton Ananias.
Fernandao homenagem beira-rio torcedores (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)Torcedores choram em frente ao Beira-Rio após a morte de Fernandão (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)
Como foi o acidente que vitimou Fernandão
Fernandão morreu no início da madrugada deste sábado em Goiás, aos 36 anos. O ex-atacante voltava de sua casa em Aruanã, cidade no interior para a capital, localizada a 315km de distância. Além de Fernandão, estavam no helicóptero e não sobreviveram mais quatro amigos: Edmilson de Souza Leme (vereador de Palmeiras de Goiás), Antônio de Pádua, Lindomar Mendes Vieira (funcionário da fazenda) e o piloto, identificado como Milton Ananias. 
Segundo a Polícia Civil, a aeronave levantou voo da fazenda que pertencia a Fernandão por volta de 1h e caiu segundos depois sobre um banco de areia (uma pequena praia de água doce), às margens do rio Araguaia e capotou diversas vezes. O local do acidente fica a 15km do centro de Aruanã. O ex-jogador chegou a ser levado para o hospital da cidade, mas faleceu pouco depois.
Torcedores beira-rio camisa fernandão (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)Torcedores colocam faixa preta na bandeira
do Inter (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)
- O corpo dele é o único que está no hospital. Os demais morreram no local do acidente. Nessa época é muito comum acampamento às margens do Araguaia, mas trata-se de uma região cujo acesso é mais comum por helicóptero ou barco. Ele chegou ao hospital socorrido por barco - declarou o delegado Norton Ferreira, chefe de comunicação da Polícia Civil de Goiás.
Um dos responsáveis pelo resgate, o sargento Cristiano contou o estado em que encontrou o ex-jogador.

- Ele estava inconsciente, com muita secreção nas vias aéreas por causa das hemorragias internas, múltiplos ferimentos nos membros inferiores e um ferimento na cabeça. Respirava com muita dificuldade e já no trajeto ao hospital estava em estado crítico. Infelizmente, quando chegou ao hospital veio a óbito  - sargento Cristiano.
Nascido em Goiânia, Fernandão, revelado pelo Goiás, viveu suas maiores glórias no Colorado. Ganhou duas vezes o Campeonato Gaúcho e foi um dos principais nomes na conquista da primeira Libertadores do Inter, vencida em 2006. No mesmo ano ainda levantou o troféu de campeão do Mundial de clubes da Fifa. Foi capitão durante a maior parte de seus quase cinco anos de Inter.
Fernandao homenagem beira-rio torcedores (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)Torcedores prestam homenagem ao ídolo (Foto: Carla Simon/GloboEsporte.com)

Nenhum comentário: