terça-feira, 17 de dezembro de 2013

 - Atualizado em 

Abel abre portas aos 'filhos' Edinho e Sobis e passa mais nomes à direção

Nostálgico com Libertadores e Mundial de 2006, novo técnico colorado diz que atacante do Flu já fora consultado por Muricy: 'Falei para não assinar com ninguém'

Por Porto Alegre
92 comentários
Abel Braga técnico Inter (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)Abel Braga, apresentado como novo técnico Inter (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)
Apresentado na tarde desta terça-feira no Inter, Abel Braga deu mostras de que o trabalho já havia começado muito antes de pisar em Porto Alegre pela manhã. Para ter sucesso em sua sexta passagem, o técnico disse que passou três ou quatro nomes para a direção reforçar o grupo. E, ainda no clima de nostalgia por 2006 que permeou a entrevista coletiva, deixou claro que os campeões da Libertadores daquele ano sob seu comando ainda podem voltar.
Os nomes citados com mais ênfase foram de Edinho e Rafael Sobis, ambos do Fluminense. Abel os chamou de "filhos" e revelou que o São Paulo já sonda o atacante, embora seu contrato vá até julho de 2015. 
- O Muricy quer o Sobis. Já falei para ele, o pai dele (Sóbis) sou eu - sorrriu Abel. - Ele está voando. Eu falei para ele. Não assina com ninguém. Fala comigo antes.
Sobre o volante, que, além da Libertadores, ganhara o mundo com Abel em 2006, o técnico rendeu muitos elogios. Lembrou o início com vaias até sua afirmação na equipe. Hoje, Edinho está terminando seu contrato com o Flu.
- Se puder trabalhar com ele, vai ser um grande prazer. Ele era vaiado em 2006. Depois, ganhou até música: 'Edinho guerreiro'… Caso semelhante ao Ricardo Goulart. Não tiveram paciência com ele aqui, foi fundamental no Cruzeiro campeão brasileiro - defende.
Novo goleiro não é prioridade
Abel não se furtou de comentar sobre outras opções. Uma delas é Paulão. O técnico disse não ter indicado o zagueiro, emprestado ao Cruzeiro em 2013 e que fora devolvido ao Guangzhou Evergrande, da China, mas o considera um bom nome:
- Me informei, perguntei sobre capacidade até com quem já trabalhou. Não indiquei, mas confiei em ex-jogadores meus que me deram informações sobre o atleta. Se fechar, vai ser bem-vindo também.
Embora o Inter tenha manifestado interesse por Jefferson, do Botafogo, e sondado o uruguaio Martín Silva, Abel se disse satisfeito com as opções à disposição para o gol. Avisou que contratar um goleiro para o lugar do atual titular Muriel não se tratada de uma prioridade:
- Todo o grande jogador é bem-vindo. E um bom goleiro não é importante, é fundamental. Mas não passa como prioridade. O Muriel terminou o ano muito bem.
Junto com Abelão, foi apresentada a nova composição do departamento de futebol. Marcelo Medeiros, antes diretor, agora é o vice da pasta. Ele terá como diretores Roberto Melo, que era assessor, e Eduardo Lacher. Newton Drummond, o Chumbinho, segue como diretor executivo. A comissão técnica do treinador ainda terá o auxiliar técnico Leomir de Souza, pelos preparadores físicos Cristiano Nunes e Marcelo Chirol, pelo preparador de goleiros Marquinhos, e o observador Fábio Moreno.
Abel foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, em 2006. Deixou o clube em abril de 2007, após eliminações precoces no torneio continental e no Campeonato Gaúcho. Treinou o clube entre 1988 e 1989, depois em 1993 e 1995 e o já referido período de 2006 a 2007, quando teve maior destaque. Ainda voltaria ao Inter apenas quatro meses após ter sido demitido, na vaga de Alexandre Gallo. Venceu o Gauchão de 2008 e deu lugar a Tite.
Abel Braga concede entrevista coletiva de apresentação (Foto: Divulgação/Inter)Abel Braga concede entrevista coletiva de apresentação (Foto: Divulgação/Inter)

Nenhum comentário: