segunda-feira, 25 de novembro de 2013

- Atualizado em

AG instala novas peças, e membrana toma forma na cobertura do Beira-Rio

Primeira peça da película havia sido colocada na última quarta. Agora, quatro partes do 'charme' da casa colorada já podem ser vistas

Por Porto Alegre
50 comentários
A colocação da membrana do Beira-Rio começou a acelerar. Somente nesta segunda-feira, outras três películas foram abertas no teto do estádio. Agora, quem passa pelo local já consegue visualizar quatro das 65 folhas P1/P2 (que formam a base) envolvidas pelo material.

Na última quarta-feira, a Andrade Gutierrez, construtora responsável pela modernização, "inaugurou" a instalação da membrana, com a abertura da primeira parte. Para a peça inicial, a previsão era de que o processo demorasse cerca de três dias. A intenção, entretanto, é que a equipe possa se acostumar com o processo e atinja o nível de duas a três membranas sendo colocadas por dia. Por enquanto, a tonalidade ainda é bege, mas a película fica branca conforme a ação solar.
Membrana Beira-Rio Inter (Foto: Odécio Adam/Divulgação Grupo Gigante Para Sempre)Membrana Beira-Rio Inter (Foto: Odécio Adam/Divulgação Grupo Gigante Para Sempre)
A reforma da casa colorada chegou a marca de 92%, segundo último balanço divulgado pela empreiteira, no sábado. A previsão de conclusão dos trabalhos é dezembro de 2013 para já começar a receber partidas do Gauchão em janeiro. A reinauguração oficial está marcada para 5 e 6 de abril, com grande festa e amistoso com o Peñarol, respectivamente.
O que é a membrana?
A membrana é feita de uma mistura de tecido de fibra de vidro com Teflon. O material é flexível como um cartão de crédito e sua durabilidade é superior a 30 anos. A película é imune à radiação ultravioleta e a agentes corrosivos e é capaz de suportar enormes variações de temperatura (de - 200 ºC a 260°C). Tem características autolimpantes, eliminando resíduos apenas com a água da chuva.
A película luminosa não será exclusividade do Beira-Rio para a Copa. Em maio, a empresa Hightex encerrou a instalação da peça no Maracanã. O grupo também é responsável pelo material da Arena das Dunas, em Natal.
Uma novidade no projeto de instalação fará com o que o teto da casa colorada fique pronto de maneira mais rápida. Um guindaste de 500 toneladas vai otimizar o processo. A estimativa é de que, após cerca de 20 dias de trabalho, o grupo já esteja acostumado com o novo processo e consiga colocar de duas a três folhas por dia.
Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.com/rs

Nenhum comentário: