sábado, 12 de outubro de 2013

- Atualizado em

Centroavantes encerram jejuns e resgatam protagonismo com Clemer

Há uma semana como interino do Inter, ex-goleiro 'recupera' Damião e Rafael Moura, que amargavam longos períodos sem marcar

Por Porto Alegre
5 comentários
Leandro Damião e Cassiano formarão ataque contra o Náutico. He-Man será banco (Foto: Diego Guichard/GLOBOESPORTE.COM)Damião e He-Man estão em alta com Clemer
(Foto: Diego Guichard/GLOBOESPORTE.COM)
Clemer completa neste sábado uma semana como técnico interino do Inter, após a demissão de Dunga. Se teve pouco tempo para trabalhar e implantar sua metodologia, conseguiu ao menos recuperar os dois centroavantes do grupo, que pareciam fadados a eternos períodos sem gols marcados. Com o ex-goleiro, quem diria, Damião e Rafael Moura reencontraram o caminho das redes.
O primeiro, que amargava 12 jogos sem gols, voltou a marcar na estreia de Clemer. Contra o Fluminense, no último domingo, desencantou aos 34 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória ao time. He-Man não teve a mesma sorte no dia em que achou as redes - o Inter perdeu para o Flamengo, por 2 a 1, na última quinta-feira. Apesar do resultado adverso, o jogador terminou com um jejum de 95 dias.
O camisa 17, reserva do grupo colorado, não poderia estar mais determinado a acabar com a má fase. Entrou aos 35 minutos da etapa final e, no minuto seguinte, anotou. Seu último gol havia sido na vitória por 5 a 3 sobre o Vasco, no dia 7 de julho. Desde que chegou ao clube, em agosto de 2012, atuou em 35 partidas e marcou seis vezes.
Já Damião, mesmo com o período de seca, é o terceiro artilheiro do Inter em 2013, com 12 gols, atrás de D'Alessandro e Forlán, ambos com 17. Clemer, aliás, ressaltou que o camisa 9 é o seu centroavante titular e elogiou o estilo do jogador. Também elencou Moura entre os seus atletas mais "maduros". Ou seja, deu moral aos seus centroavantes, mesmo em períodos de baixa:
- O Damião não se esqueceu de fazer gols. Falei que ele é o meu centroavante. E precisa jogar dentro da área. Precisamos dele para fazer o gol. O Damião é muito perigoso na área, é matador. Não precisa construir jogada. Ele tem o cabeceio, impulsão, é rápido, tromba com os zagueiros, dificulta a vida deles. O Rafael Moura está no grupo dos maduros, como o Kleber (lateral-esquerdo).
O técnico interino terá, neste domingo, contra o Náutico, uma nova oportunidade para recuperar um jogador do elenco colorado. O atacante Scocco, após quatro jogos em que ficou tratando uma entorse no tornozelo dirieto, volta a ficar à disposição.
Com quatro gols em 15 jogos pelo Inter, marcou seu último no dia 7 de setembro, no 3 a 1 sobre a Ponte Preta. A julgar pelo retrospecto de Clemer, o jogador pode estar mais perto de espantar a seca. O horário e o palco estão definidos. Às 16h, no Centenário, em Caxias do Sul.
Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.com/rs

Nenhum comentário: