segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Adaptação12/08/2013 | 14h27

Novato do Inter, Scocco recebe ajuda dos gringos para se ambientar a Porto Alegre

Argentino diz que a única ambientação que pode demorar algum tempo é em relação ao time e ao modo como Dunga quer que ele atue

Enviar para um amigo
Novato do Inter, Scocco recebe ajuda dos gringos para se ambientar a Porto Alegre Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Scocco está se ambientando. Ao Inter, a Porto Alegre, ao estilo de jogo do técnico e também do futebol brasileiro. É tudo novo para o jogador, mas, nem por isso, torna-se um problema para ele.

Isso porque o atacante tem em D'Alessandro e também em Bolatti, além de companheiros de clube, amigos e, por que não, guias para se ambientar à cidade e ao clube.

— Estou bem adaptado. Cidade bonita, muito parecida com Rosário. A gente aqui é amável e isso ajuda muito nessa parte. Ainda não decidi onde vou morar — disse. — Obviamente que meus companheiros argentinos facilitam na adaptação, ajudam muito em coisas que não entendo, ou coisas que são distintas do futebol argentino — completou.

Sobre o último, que ganhou oportunidade entre os relacionados no jogo com o Atlético-PR, Scocco tem relação de amizade de antes do Inter.

— O Mário está muito bem, trabalhando com gana. Está esperando a chance, e aqui somos todos unidos, trabalhando para ter a possibilidade de jogar e aproveitar — comentou.

A preocupação de Scocco, que pela primeira vez iniciou como titular do Inter, no domingo, é adaptar-se ao estilo de futebol que Dunga quer.

— Estou conhecendo os companheiros e a equipe. Acredito que tive boa impressão. O futebol brasileiro é parecido com o argentino. São mais táticos e mais fortes. Estou contente apesar do resultado, queríamos ganhar o jogo — avaliou.

Nenhum comentário: