quinta-feira, 30 de maio de 2013


30/05/2013 16h31 - Atualizado em 30/05/2013 16h31

Forlán lembra título do pai e espera ir à Libertadores: 'Tenho esse sonho'

Em 12 anos, uruguaio atuou na Europa e acompanhou a LA apenas pela televisão. Agora, quer poder, enfim, atuar na competição, pelo Inter, em 2014

Por GLOBOESPORTE.COM Porto Alegre
24 comentários
Diego Forlán faz gol contra o Vitória  (Foto: Alexandre Lops / Inter, DVG)Forlán marcou gol contra o Vitória pelo Brasileirão
(Foto: Alexandre Lops / Inter, DVG)
Por 12 anos, Diego Forlán vestiu as camisas dos clubes europeus. Passou por Manchester United, Villarreal, Atlético de Madrid e Inter de Milão. Disputou Liga dos Campeões, Liga Europa... Ao longo de todos esses anos, por outro lado, acompanhou a maior competição da América do Sul apenas pela televisão. Agora, de volta ao seu continente de origem, quer disputar a Libertadores. E, claro, pelo Inter. O mesmo campeonato que consagrou seu pai, Pablo Forlán, em 1966, quando esse levantou a taça pelo Peñarol.
- A verdade é que me seduz muito. Adoraria poder disputá-la com o Inter no ano que vem. Meu pai jogou e a ganhou em 1966, com o Peñarol, por isso tenho esse sonho em participar. Ele me contou sobre a conquista várias vezes, naquela época tinham uma grande equipe. Falamos muito sobre isso - disse o uruguaio em entrevista ao Pasión Libertadores, site ligado à Conmebol.
Atlético-MG e Newell's, os favoritos
Já que a disputa inédita da competição sul-americana ficará somente para o ano que vem, caso o Inter se garanta, via Copa do Brasil ou Brasileirão, Forlán segue novamente acompanhando as disputas apenas em casa e pela televisão. Atualmente nas semifinais, o atacante já prevê os dois favoritos para levar o título: Atlético-MG, que joga nesta quinta com o Tijuana-MEX, e Newell's Old Boys, que eliminou o Boca Juniors nesta quarta.
- Está tudo tão parelho que é difícil dizer quem irá ganhar. Mas vejo muito bem o Atlético-MG e o Newell's, que acabou de eliminar o Boca, talvez a equipe mais forte da Libertadores. Há a possibilidade de que os dois se enfrentem nas semifinais, por isso digo que um deles seria o principal candidato, mas tudo é possível neste torneio - aposta.
No Inter desde julho de 2012, o uruguaio não teve um bom começo em Porto Alegre. Ainda se readaptando ao futebol latino, marcou apenas cinco gols. Marca mais do que dobrada nos primeiros quatro meses da atual temporada. Já balançou as redes em 11 oportunidades, sendo 9 vezes no Gauchão, quando foi o artilheiro de toda a competição.
Dentre os tentos mais especiais deste ano, Forlán elegeu os dois marcados contra o Grêmio e ainda contra o Esportivo, pela semifinal da Taça Piratini, um golaço de fora da área.
- Gosto muito dos gols que marquei contra o Grêmio, por ser o rival do clássico de Porto Alegre. Mas, como gol mais bonito, gosto daqueles que fiz contra o Esportivo pela semifinal - elege.

Nenhum comentário: