quinta-feira, 7 de março de 2013


07/03/2013 20h13 - Atualizado em 07/03/2013 20h13

D'Ale vê São Luiz em final de Mundial e pede árbitro 'à altura' da partida

Armador colorado admitiu favoritismo e entende que repetição do time em terceiro jogo seguido é um trunfo do Inter

Por Tomás Hammes Porto Alegre
16 comentários
D'Alessandro meia Inter (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)D'Ale pede seriedade para Inter conquistar Piratini
(Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)
Todo cuidado com o São Luiz e os perigos do gramado do Estádio 19 de Outubro. O Inter, apesar de admitir o favoritismo, se cerca de humildade para evitar ser contagiado pelo clima. Até por saber que o grupo de Paulo Porto, que disputará a decisão da Taça Piratini, o primeiro turno do Gauchão, com o apoio da torcida, fará do duelo o grande jogo de sua história.
D´Alessandro espera que a partida não tenha influência do trio de arbitragem, que será definida na manhã desta sexta-feira na Federação Gaúcha de Futebol. O armador colorado aposta em um jogo disputado, com o São Luiz buscando levar vantagem no conhecimento do campo e abusando da bola parada. E, principalmente, embalado para conquistar a taça e garantir uma vaga na decisão do estadual.
- O campo é diferente. Será uma final.  A gente que vai enfrentar uma equipe disputará uma final de mundial. Vai ser um jogo pegado e duro.
Sobre a arbitragem, que será definida na sexta, mandou um recado direto, após a expulsão de Dunga contra o Esportivo, por Franciso Silva Neto:
- Eu peço que o árbitro apite bem, saiba controlar o jogo. Que esteja à altura de uma final.
A gana que o time de Ijuí entrará em campo não pode surpreender o Inter, aponta o camisa 10. Para El Cabezón, é preciso repetir a entrega demonstrada ao longo da competição para confirmar o favoritismo. Ele disse que Dunga já passou algumas informações sobre o estilo de jogo do adversário deste final de semana e pediu atenção às cobranças de falta:
- Sem desmerecer o rival, mas a gente tem mais responsabilidade. A gente respeitou todo mundo até agora e não pode ser diferente na final. O Dunga já nos passou para cuidar a bola parada. Eles aproveitam o tamanho do campo e qualquer faltinha eles buscam levar vantagem. É caprichar a bola parada ofensiva e ter atenção na defensiva.
Um dos trunfos que o capitão colorado vê para voltar do 19 de Outubro com o título é o entrosamento. Diante do São Luiz, Dunga repetirá a formação pelo terceiro jogo consecutivo, o que já dá uma mecânica maior à equipe. Além disso, o argentino ressalta o foco do grupo e a força do conjunto:
- Fica mais fácil quando você tem uma sequência. É melhor sim manter uma base. Está todo mundo focado. E o Dunga sabe que não tem só 11, mas 17, 20 jogadores que ele pode contar.
O Inter volta aos treinos na manhã desta sexta-feira, no CT do Parque Gigante.

Nenhum comentário: