quarta-feira, 28 de novembro de 2012


27/11/2012 19h07 - Atualizado em 27/11/2012 19h07

para Inter, autor do gol em Gre-Nal ficará eternizado como Larry e Gabiru

Guiñazu entende que clássico representa a vida e garante entrega total do grupo atrás da vitória na despedida do Olímpico

Por Tomás HammesPorto Alegre
111 comentários
Adriano Gabiru Internacional arquivo (Foto: AP)Gabiru se eternizou como herói colorado  (Foto: AP)
Há uma vaga na sala de heróis colorados. O Olimpo colorado já contempla nomes como os de Larry e Adriano Gabiru. E, caso um jogador do Inter marque o gol que dê a vitória no Gre-Nal que marca a despedida do Estádio Olímpico, ele estará eternizado na história do clube. Este é o pensamento do vice de futebol Luciano Davi.
O dirigente ressaltou nesta terça-feira a importância de vencer o clássico, não apenas para amenizar a crise que ronda o Colorado. Principalmente, por todo o contexto envolvido na partida.
Davi aposta que quem conseguir balançar a rede nunca mais será esquecido. Larry, por exemplo, marcou quatro gols no primeiro Gre-Nal da história do Olímpico, no dia 26 de setembro de 1954. Já Gabiru fez o gol mais importante do clube, quando garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Barcelona, na final do Mundial de Clubes, no dia 17 de dezembro de 2006.
- O Inter precisa da vitória. É um Gre-Nal histórico, que ficará marcado. Guardadas as proporções, quem fizer um gol estará como o Gabiru no Mundial, que nunca será esquecido, ou o Larry, que sempre é lembrado pelo feito.
O discurso é uníssono no vestiário. Assim como o dirigente, Guiñazu comentou o simbolismo do clássico. No Inter desde 2007, o volante sabe a repercussão de um resultado positivo ou negativo em Gre-Nal. Com a mesma entrega que demonstra a cada carrinho, o camisa 5 promete deixar tudo durante os 90 minutos para ajudar o time a conquistar os três pontos:
- Quem mora aqui e já participou de um Gre-Nal sabe o que significa. É a vida, representa tudo. É algo diferente. Vamos tirar forças não sei de onde para vencer.
El Cholo comentou que o principal objetivo é atrapalhar os planos do Grêmio. A equipe de Vanderlei Luxemburgo está em segundo lugar e, caso vença, garante a posição e a consequente vaga direta à Libertadores. Guina admite que o pensamento ronda alguns integrantes do grupo, mas afirmou que o principal é que todos colocam a busca pelo triunfo como fundamental:
- Gre-Nal tem que vencer, não se pode perder. Cada um leva um sentimento. Alguns pensam em tirar o Grêmio da vaga, outros em acabar bem o ano. Independentemente do que se pense, ganhar o Gre-Nal é obrigação. Vamos lutar até o fim para conseguir os três pontos.
 

Nenhum comentário: