segunda-feira, 19 de novembro de 2012


19/11/2012 18h41 - Atualizado em 19/11/2012 19h20

Inter mantém Fernandão e afasta Bolívar do grupo principal

Zagueiro treinará em separado no Beira-Rio, em período separado do restante do grupo. Técnico comandará treino nesta terça

Por Tomás HammesPorto Alegre
28 comentários
Giovanni Luigi presidente Inter (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)Giovanni Luigi garantiu permanência do técnico
(Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)
Na queda de braço entre Bolívar e Fernandão, pior para o zagueiro. Na tarde desta segunda-feira, a direção do Inter definiu pelo afastamento do zagueiro. A partir de agora, o General trabalhará no Centro de Treinamentos do Parque Gigante, mas em período diferenciado do restante do grupo.
O comunicado partiu do presidente Giovanni Luigi, ao deixar o gabinete da presidência do Beira-Rio. O dirigente não precisou o tempo em que o camisa 2 ficará afastado e se voltará a ser reincorporado, tampouco explicitou se o zagueiro receberá uma punição pelo ato:
- O Bolívar foi convocado para o jogo, mas disse que tinha um outro compromisso. Nós avisamos o seu procurador (Neco Cirne) que ele treinará separado do grupo. Isto é um assunto de economia interna. Não falo sobre o futuro.
Em relação ao treinador, o dirigente disse que a reunião, que ainda contou com o vice de futebol, Luciano Davi, o 1º vice-presidente eleito, Marcelo Medeiros, o assessor da presidência Emídio Perondi, e o vice-presidente de relações especiais, Gelson Pires, não abordou o assunto. evitou tocar no assunto. Fernandão comandará o treino na manhã desta terça-feira.
- Não tratamos disso. Foi apenas especulação da imprensa. Amanhã é a representação do grupo – resumiu Luigi.
Em entrevista à Rádio Guaíba, Bolívar disse que, na sexta-feira, foi informado que não seria relacionado para a partida do último domingo por ser preterido por Juan. No sábado, entretanto, o camisa 18 sentiu uma lesão. Fernandão afirmou que pediu para Bolívar se integrar ao grupo, mas ouviu uma negativa.
O zagueiro deixou claro o seu descontentamento com a entrevista de Fernandão. Para Bolívar, o treinador tirou o foco da derrota para o Corinthians por 2 a 0 e o colocou no centro da polêmica, como se fosse o responsável por mais um resultado negativo no Brasileirão:
- Todos sabem o que sinto pelo Inter. (A declaração do Fernandão) Foi algo que não devia ser dito. Desviaram o foco de uma maneira que não precisava Sou um jogador que não pode ser comparado à grandeza do Inter.
Em relação ao futuro, Fernandão ainda aguarda por uma definição. Nesta semana, deverá ter reunião para a direção bater o martelo: se permanecerá para a próxima temporada ou se realmente o último ciclo no Inter estará encerrado.

Nenhum comentário: