sábado, 7 de julho de 2012


Em casa07/07/2012 | 17h15Atualizada em 07/07/2012 | 17h41

Forlán recebe a camisa 7 de Valdomiro e avisa: "Venho para ser atacante"

Jogador foi apresentado oficialmente no Hotel Millenium, em Porto Alegre, pouco antes das 17h

Forlán recebe a camisa 7 de Valdomiro e avisa: "Venho para ser atacante" Ricardo Duarte/Agência RBS
Forlán recebeu a camisa 7 de Valdomiro na entrevista coletiva de apresentaçãoFoto: Ricardo Duarte / Agência RBS
O uruguaio Diego Forlán foi oficialmente apresentado pelo Inter como reforço para as próximas três temporadas. De português pausado, respondeu às questões dos jornalistas e declarou que conversou com D'Alessandro antes de chegar a Porto Alegre, na tarde deste sábado. Antes, recebeu a camisa 7 do ídolo Valdomiro. E disse que veio para jogar como atacante.

— Este é o melhor clube do mundo. Nós, que somos ex-jogadores, sabemos disso. Vou entregar a camisa 7, espero que ele vista esta camisa com muito orgulho — disse o craque da década de 1970.

Em seguida, Forlán emendou:

— Nunca pensei chegar no aeroporto com aquela festa. É uma coisa nova para mim, quero agradecer ao torcedor, ao Luciano, ao Fernandão, ao Baidek. Para mim, foi uma experiência nova.

Leia mais:
Craque da Copa de 2010, meia uruguaio Diego Forlán chega a Porto Alegre
Vindos de Montevidéu, pai e irmãos de Diego Forlán chegam a Porto Alegre
Torcedores do Inter aguardam chegada de Diego Forlán com festa no aeroporto
FOTO: Diego Forlán posta foto no Twitter e comemora coincidências com o 7
Esbanjando simpatia e sorrindo o tempo todo, Diego Forlán surgiu na cobertura do Hotel Millenium, vizinho ao Beira-Rio, trajando um elegante casaco preto e camisa branca. Não demorou a receber a camisa 7 do Inter das mãos de Valdomiro, o lendário 7 do timaço dos anos 70.

— Esta camisa traz uma responsabilidade muito grande. Que ela seja bem utilizada por você. Em dezembro, venho te entregar a faixa de campeão brasileiro — afirmou Valdomiro, sob aplausos de torcedores e dirigentes presentes à coletiva.

Demonstrando boa compreensão da língua portuguesa e esforçando-se para responder em português às perguntas, o novo atacante colorado disse:

— Tive uma recepção incrível, espetacular, que jamais havia imaginado. Espero encontrar logo a torcida no estádio. Para a minha família é uma honra e um orgulho jogar aqui.

Destacando que chega para jogar como atacante de movimentação, Forlán lembrou que não pôde desempenhar na Itália o futebol apresentado na Copa da África porque ficou quatro meses parado, devido a uma lesão muscular. O uruguaio lembrou que nem teria por que atuar no meio-campo, uma vez que o setor está bem servido.

— Com Oscar e D'Alessandro no time, gente de grande qualidade, prefiro ficar lá na frente — afirmou ele, sorrindo.

Forlán deverá estrear no dia 22, contra o Atlético-GO, no Beira-Rio. Sobre as duas últimas temporadas na Inter de Milão, quando não foi bem, o atacante comentou:

— Espero que no Inter possa jogar o que joguei na Copa (quando foi eleito o craque do torneio). Estava em férias, começarei a trabalhar agora e a conhecer os companheiros. Quero jogar logo e bem. Sei que posso ser aquele jogador outra vez.

Na sexta-feira, Forlán recebeu um telefonema de D'Alessandro. Antigos rivais na Argetnina, na Espanha e nas seleções, o camisa 10 do Inter disse ao novo 7:

— Quero jogar com você.

E Forlán respondeu:

— Sempre tive vontade de jogar a seu lado.

O dono da camisa 7 chegou a Porto Alegre otimista com a possibilidade de sucesso no Inter. Lembrou que ao embarcar em Guarulhos, ingressou no avião através do Portão 7 e sentou-se na poltrona 7.

— Recebi a camisa 7, um número que me deu muita sorte no Atlético de Madrid, no dia 7 do mês 7 (julho). Espero que tudo isso me traga sorte — concluiu o craque uruguaio.

E a torcida do Inter também espera que ele tenha e que dê muita sorte à equipe.

Nenhum comentário: