domingo, 17 de junho de 2012


17/06/2012 12h15 - Atualizado em 17/06/2012 12h15

Atitude de Fabrício é contestada novamente e lateral pode ser punido

Ao ser substituído, camisa 14 deixou o gramado lentamente com o time perdendo e foi direto para o vestiário

Por GLOBOESPORTE.COMPorto Alegre
54 comentários
Fabrício, lateral do Inter (Foto: Diego Guichard/GLOBOESPORTE.COM)Fabrício já havia sido advertido após empate contra
o Flamengo (Foto: Diego
Guichard/GLOBOESPORTE.COM)
O comportamento de Fabrício voltou a ser tema de discussão no vestiário do Inter. O jogador foi substituído na segunda etapa e não demonstrou cooperação atrás do resultado. Está prevista uma conversa com o lateral-esquerdo e não é descartada uma punição para o jogador.

Pelo menos é o que pensa Dorival Júnior. O técnico não gostou da atitude do camisa 14. Aos 30 minutos do segundo tempo, o técnico o sacou para a entrada de Jajá. Naquela altura da partida, o Inter já perdia por 2 a 1.

Em vez de sair correndo, Fabrício deixou o gramado caminhando, perdendo ainda mais tempo. Para completar, foi direto para o vestiário, sem falar com os companheiros e a comissão técnica. Dorival comentou sobre a postura do jogador. Evitou entrar em polêmica, mas deixou claro o seu descontentamento:

– Vamos conversar com ele. Resolveremos este assunto dentro do vestiário.
 
Não foi a primeira vez que o camisa 14 teve uma reação inesperada. No dia 26 de maio, o Inter empatou em 3 a 3 com o Flamengo no Engenhão. Na ocasião, o lateral-esquerdo discutiu com Dorival no início do segundo tempo, logo após o gol de Vagner Love, o terceiro do Flamengo. O treinador colorado reclamou na hora por entender que o jogador saiu errado na marcação, ao ir para cima de Léo Moura, deixando o "corredor aberto".

Três dias depois, a direção descartou uma punição, mas deu uma advertência ao atleta. O diretor técnico Fernandão afirmou que o desentendimento havia ocorrido pelo "calor do momento".

– É coisa de jogo, do calor do momento. Eu mesmo já tive discussões dentro de campo e depois abracei o colega no vestiário. Conversamos aqui e explicamos que deve se ter disciplina – afirmou.
 

Nenhum comentário: